Em Porto Velho, PF desarticula organização criminosa que tinha como alvo policiais federais penais

Foto: Divulgação

 

A Polícia Federal, em ação conjunta com o Departamento Penitenciário Federal (DEPEN), deflagrou na manhã desta quinta-feira, 22, a denominada Operação Onix no intuito de desmantelar uma organização criminosa responsável pelo atentado contra a vida de servidores públicos federais em Porto Velho/RO.

As investigações tiveram início em junho de 2020 após um atentado frustrado contra a vida de um indivíduo que se passava por Policial Penal Federal na cidade de Porto Velho/RO, a mando de uma facção criminosa estruturada no Estado de São Paulo e cujos líderes se encontram reclusos em Penitenciárias Federais.

Após meses de investigação, a Polícia Federal conseguiu identificar diversos elementos responsáveis pela organização do plano criminoso, tendo a 3ª Vara Federal do Porto Velho/RO decretado a prisão preventiva de 06 (seis) pessoas no Estado de Rondônia e deferido o pedido de busca em 03 (três) imóveis.

A operação realizada em conjunto entre a Polícia Federal e o DEPEN representa uma resposta das forças de segurança contra os ataques planejados por facções criminosas no país, buscado responsabilizar todos aqueles que integrem organizações estruturadas para atentados contra o Estado e seus servidores.

Os presos, após serem ouvidos na sede da Polícia Federal, deverão ser transferidos para Penitenciária Federal e responderão pelos crimes de tentativa de homicídio qualificado (art. 121, §2º, inciso IV, combinado com art. 14, inciso II, do Código Penal) e organização criminosa (art. 2º da Lei nº 12.850/2013), com penas que ultrapassam 18 (dezoito) anos de reclusão.